FAPESP lança nova chamada Jovens Pesquisadores – Fase 2

Agência FAPESP – A FAPESP anunciou uma nova chamada de propostas no âmbito do Auxílio à Pesquisa Jovem Pesquisador – Fase 2 (JP-2). O valor total oferecido pela FAPESP para o apoio aos projetos selecionados é de até R$ 70 milhões. Cada proposta poderá solicitar o valor máximo de R$ 3 milhões, incluindo a possibilidade de solicitação de aquisição de equipamentos multiusuários, quando pertinente.

O objetivo da chamada é consolidar as linhas de pesquisa iniciadas em chamadas Auxílio Jovem Pesquisador da FAPESP (JP-1) nas áreas de Ciências da Vida, Ciências Exatas, Ciências da Terra e Engenharia e Ciências Humanas e Sociais, que apresentaram resultados de excelência.

“O programa Jovens Pesquisadores é um dos programas de maior sucesso da FAPESP. A fixação de jovens lideranças promissoras é um elemento central para a oxigenação e revitalização do sistema de pesquisa do Estado. A chamada JP-2 permite, em um momento de grandes transformações, consolidarmos essas novas equipes”, afirma Luiz Eugênio Mello, diretor científico da Fundação.

A chamada permanecerá aberta até 30 de junho de 2021. Poderão submeter propostas pesquisadores com projetos JP-1 encerrados há menos de três anos ou JP-1 que tenham projetos vigentes há, pelo menos, 42 meses, com vínculo empregatício com instituição de pesquisa, pública ou privada, no Estado de São Paulo. A FAPESP estima que pelo menos 242 pesquisadores estejam qualificados para submeter propostas à chamada JP-2.

O valor solicitado deve ser compatível com a dimensão e os objetivos do projeto de pesquisa e com a capacidade de apoio institucional garantido pela instituição-sede. A FAPESP reserva-se o direito de aprovar valores inferiores aos solicitados, com base nos resultados do processo de análise e seleção de propostas.

As propostas deverão ser apresentadas por meio do Sistema de Apoio a Gestão (SAGe).

A Chamada de Propostas está disponível em fapesp.br/14796.

As normas do Auxílio JP-2 estão disponíveis em fapesp.br/11731.
 

Este texto foi originalmente publicado por Agência FAPESP de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o original aqui.